Onde está o design (parte 3)

By | Blog | No Comments

Design: Caminhos e Referências

São diversos os caminhos que nos levam a descoberta desta área. Dos caminhos que posso citar estão a preparação, a inquietação, a curiosidade e as artes, pois para mim são minhas diretrizes… A preparação dá-se através dos estudos, sejam eles formais ou não, mas se preparar é fundamental, ler, discutir, conversar e pedir feedback. A inquietação dá-se pela preparação, quanto mais abrimos o leque, mais expomos nosso trabalho, mais ouvimos e fugimos da acomodação. A curiosidade dá-se pela preparação inquietante de aprender e desejar produzir, mostrar, sair… sempre estar aberto a novos olhares e experiências e não por fim, as artes, tira meus suspiros, me faz refletir e mudar.

O universo do design se completa com as referências teóricas e visuais que acontecem em todo o lugar, seja em um estudo aprofundado da área ou em uma exposição. A criação depende destas referências para  possuir o embasamento necessário para a realização de um trabalho justo. Cada um descobre seu caminho de criação e desenvolvimento e abaixo eu cito algumas de minhas referências… espero que ajude na compreensão deste universo, que infelizmente, no Brasil, ainda não é regulamentado…

Sites:

Português: Pinterest, Behance, Design Culture, Des1gn’on, Brainstorm#9

Inglês: AbduzeedoDesign Shack, Design You Trust, LogoPond, Design Inspiration, The Design Inspiration, Dribble, Deviant Art, WhatFont is, The Noun Project, Free Sound, The FWA, Brands Of The World, Colour Lovers,

Livros:

A referência no design gráfico – Um guia visual para a linguagem, aplicações e história do Design – Autor/es: Gomez-palacio, BryonyVit, Armin – 2011

Isso é Arte – 150 anos de arte moderna do impressionismo até hoje – Autor/es: Will Gompertz, Ed. Zahar, 2013

Esse é meu tipo – Um livro sobre fontes – Autor/es: Simon Garfield, Ed. Zahar,2012

Atualização:

Evento Pixel Show, Agenda do Design, Bienal Brasileira de Design, Salão Design

Pensamento pra sair da caixa: PODCAST MAMILOS

 

Onde está o design? (parte 2)

By | Blog | No Comments

Design: AQUI TEM! Aplicações do design

Levando em consideração que o design partiu do termo desenho industrial e pelo próprio nome, difere-se da condição do artesanato, feito manualmente, considere este, uma atividade no campo da inovação tecnológica que envolve o desenvolvimento de produtos, usabilidade, qualidade estética, mercado, etc. Por sua vasta aplicação e multidisciplinaridade ele é muitas vezes confundido com as áreas de artes, informática, arquitetura, publicidade e estranhamente, de marketing, mas não, design é uma ciência abrangente e complexa, não é desenho, necessita de conteúdo, de complementação teórica e um designer pode atuar em diferentes áreas, sejam elas educativas, artísticas ou profissionais.

Fazendo um rascunho mental posso apontar diferentes abordagens do design: gráfico, produto, embalagens, interação, web, editorial, aplicações…

Gráfico: área especializada na apresentação de soluções visuais para problemas de comunicação, cujo processo técnico envolve o uso de texto e imagens para comunicar mensagens, idéias e conceitos, tais como editorial, embalagens, identidade visual, sinalização.

Interação: área especializada na interação humana através de artefatos interativos que funciona como uma comunicação interpessoal, tais como web sites, jogos eletrônicos, softwares.

Instrucional: área especializada na criação de experiências de aprendizado, tornando-o mais fácil, tais como produção de material didático, criação de cursos presenciais ou on-line.

Thinking: método para solução de problemas que inicia a resolução dos problemas através de uma solução, diferente do método científico que se inicia definindo parâmetros do problema para definição de objetivos.

Este é apenas um esboço para iniciar uma relação mais ampla com a área… Design tem inúmeras outras vertentes e no decorrer do processo do blog vamos falando mais algumas!

Até a próxima!

Lia

 

Ideias!

By | Blog | No Comments

É um festival, uma enxurrada e ao mesmo tempo uma simples solução… idéia!

Steve Johnson, profundo conhecedor do assunto e conhecido como o Darwin da Tecnologia, não pode deixar de ser citado. Em um de seus vídeos mais curtidos, ele detalha um pouco deste conteúdo…de onde vem as boas idéias, aqui link dublado.

Alguns de nós, se não todos, nos deparamos com uma certa pressão de ter boas idéias… e para mim, as vezes surge por insight, as vezes ligada à necessidade, mas sem dúvidas, não se desliga da criatividade. Idéia boa é aquela que te leva a solução de um problema e também que te tira do senso comum…

A Meio e Mensagem, neste link, enumerou seu ranking para idéias inovadoras de agências brasileiras.

Aqui segue um link da Revista Super Interessante que mostra uma lista de inventores que mudaram nossas vidas e que não pensamos muito nos itens que eles criaram e com certeza, não ficamos sem eles…

A inspiração para uma nova idéia depende de muitas referências, e muitas vezes de manter a mente tranquila para deixar tudo fluir… é algo muito pessoal?… seguem algumas dicas: Universia, RP1 Comunicação, Papo de Empreendedor.

Prontos para uma nova idéia? Sucesso!

Materiais relacionados:

Matéria – 9 inventores que mudaram o mundo e não ganharam “nada”com isso (Por Elaine Martins, 15 nov. 2011)
Vídeo – 101 invenções que mudaram o mundo (History Channel)

Este blog é neutro em CO2

By | Blog | No Comments

CO2 neutralizadoDe acordo com o site Gesto Verde, um blog  produz, em média 3,6kg de dióxido de carbono por ano. Mas como?

Essa conta funciona a partir do cálculo de inúmeras variáveis, desde a natureza da emissão, país, matriz energética local, uso de recursos naturais, etc… Parece complicado, mas para facilitar, tem muita gente por aí para ajudar. Através deste link é possível calcular sua pegada de contribuição. E para neutralizar a sua emissão existem algumas metodologias, sendo na compra de créditos de carbono ou no plantio de árvores.

Segundo o site Neutralize Carbono, estudos que visaram demonstrar o incremento médio anual por árvore, ou seja, a fixação de carbono por árvore, afirmam que são necessárias cerca de 7 árvores, durante 20 anos, para fixar 1 tonelada kgCO2e da atmosfera.

Mesmo não sendo um consenso, devido a sua real efetividade como solução para as mudanças climáticas, a metodologia de plantio de árvores é a mais difundida. Bom, mesmo assim, vale a pena cada um fazer sua parte, já que, pensando bem, uma árvore, além de sua importância ambiental, valoriza e embeleza nossas vidas.

A neutralização de emissões com créditos de carbono funciona da seguinte forma: de um lado existem projetos ambientais certificados que capturam ou deixam de emitir GEE na atmosfera, gerando assim os créditos de carbono. Do outro lado estão as atividades que emitem GEE como realização de eventos, viagens aéreas e uso de equipamentos elétricos. A Neutralize Carbono realiza o cálculo das emissões destas atividades (através do Inventário de Emissões) e aloca uma quantidade equivalente de créditos de carbono para compensar estas emissões, gerando um certificado que atesta esta neutralização.  Conheça mais detalhes da metodologia em Aspectos Relevantes.

Você pode encontrar na rede inúmeras entidades que promovem métodos de neutralização através da alocação de créditos de carbono, uma comercialização do bem, desenvolvida para incentivar pessoas e empresas a aderir a reduções verificadas de emissões. Essas entidades podem emitir certificados que atestam que um projeto ambiental efetivamente reduz suas emissões de GEE ou captura esses gases da atmosfera. Bom para a imagem, bom para o planeta!

Vou fazer minha parte e divulgar o programa do site Gesto Verde que promete plantar uma árvore para cada inserção de seu selo em blogs.

“Meu Blog é neutro em CO2, neutralize o seu também. Saiba como.”

Até mais! Lia 😉

O ecologicamente e o sustentável

By | Blog | No Comments

Somos ecologicamente corretos? Qual a real e a ideal relação entre nosso comportamento sustentável e uma melhora nas condições sociais e sustentáveis? Ser sustentável é ser auto sustentável, ou é ser sustentado por alguém ou algo?

Sempre me considerei uma dessas pessoas ecologicamente corretas, faço coleta seletiva, economizo água, energia e recursos naturais, me alimento da forma mais natural possível e tento, de verdade, não ser uma eco chata. Isso basta? O que contribuo socialmente e realmente para o todo? Claro que, financeiramente, isso já é um ganho, porém, em um sentido mais amplo, o quanto isso afeta a sociedade e o planeta… faz mesmo alguma diferença ou eu apenas me engano para dormir tranquila?

Segundo Cristiane Bindewald e Samuel Queiroz, site Jornal do Sudoeste (28/06/2012), não podemos discutir os desafios da gestão das águas sem olharmos sua importância em um ecossistema, como matéria prima fundamental para a indústria, como fator de justiça social e também elemento cultural de muitas culturas. Um bom exemplo de como estes princípios, formulados na década 80, tem sido usados às avessas, pode ser visto na forma como lidamos com o nosso lixo.

Somos ecologicamente incorretos, pois os resíduos domésticos e industriais são depositados em locais inadequados, acarretando a contaminação do solo e da água. Além de desperdiçarmos matéria prima que poderia ser reutilizada. É o modelo que ficou popularmente conhecido como lixão. Felizmente, o aterro sanitário de São Sebastião do Paraíso está prestes a entrar em funcionamento, constituindo uma exceção a regra no cenário regional e nacional.

É economicamente inviável, pois a quantidade de material reciclável coletado ainda não gera a renda necessária às famílias que desempenham esta importantíssima atividade para nossa sociedade. E assim continua sendo socialmente injusto.

E culturalmente aceito, isto mesmo, culturalmente aceito, porque o caminhão de coleta de lixo tem um papel, quase que mágico, de “sumir” com nosso lixo. E, desta forma, o problema passa ser culturalmente aceito. (fim do trecho destacado)

Diante dos questionamentos de minhas ações busquei compreender melhor a questão do sustentável em minha vida e assim dividir um pouco desta pesquisa e quem sabe ajudar você a decidir se também é sustentável ou apenas ecologicamente correto.

 Portal meu mundo sustentável

– 100 idéias sustentáveis – Blog Planeta Agora

– Gesto Verde

Por um mundo melhor! Lia

“É GRÁTIS!”

By | Blog | No Comments

Vamos pra São Paulo? Essa cidade imensa e cheia de possibilidades possui uma programação tão diversificada e completa como ela.

É grátis? Sim. Em alguns casos, a entrada é gratuita, mas existem inúmeras formas de ver seu dinheirinho escorrendo entre os dedos, são comidinhas, lembrancinhas, transporte e aqui, inclua a gorjeta dos guardadores de carros, estacionamento e como já aconteceu comigo o carro inteiro ou o rádio foram levados pela violência.

Mas este não é um post sobre eventos gratuitos? Ah claro, já havia me perdido!

Seguem alguns links que podem ajudar na busca por eventos gratuitos pela cidade…

Vá de metro/agenda; Cidade de São Paulo; Guia da Semana (maio/14); Guia Folha (pesquisa grátis), Sampa Online

Programas como o Metrópolis, da TV Cultura e alguns telejornais também oferecem a agenda de eventos gratuitos pela cidade.

Museus com entrada gratuita permanente. Lista de Museus em Sampa. Daqueles que mais gosto incluo o CCBB e a PINACOTECA, vale a visita.

NO PERÍODO DE 12 A 18 DE MAIO TODOS OS MUSEUS DE SÃO PAULO ESTARÃO COM ENTRADA FRANCA AOS SÁBADOS, DEVIDO A SEMANA NACIONAL DOS MUSEUS! MATÉRIA AQUI

Cursos gratuitos: Conteúdo TransversalSENAC, Alemão (Catraca Livre), Italiano (Catraca Livre), Curso Online SP,  Sebrae, Bovespa, Via Rápida, Jardinagem (link2)

Eventos: Sala de Educadores SENAC

Vou atualizando este post com o tempo!

Aproveite, É GRÁTIS!

Utilidade pública na rede

By | Blog | No Comments

Ok, todos conhecemos muitos sites e app’s muito úteis e muito mais, mas, muito mais, os inúteis. Passeando pela rede à procura de novidades neste quesito separei alguns sites que merecem um pouco mais de atenção por sua utilidade pública.

Onde Fui Roubado = Plataforma colaborativa que fornece aos usuários uma ferramenta que registra onde exatamente a pessoa foi vítima de roubo em várias cidades do Brasil.

Cidadera =  Plataforma de mapeamento colaborativo de problemas urbanos que utiliza o GPS e câmera disponíveis na maioria dos smartphones para construir um mapa com a localização e fotos de todas as reclamações da cidade. Quem ajude a pressionar os governantes a solucioná-los.

Feiras Livres = Aqui tem duas plataformas, a Feira Livre e a Feira Maps da Prefeitura. Esta plataforma te ajuda a localizar feiras livres, as tradicionais feiras de rua que estão perto de determinados endereços.

Cartório 24horas = Serviço on-line que disponibiliza a facilidade de solicitar a 2a. via de certidões de qualquer natureza através da internet à maioria dos cartórios da rede brasileira de cartórios. Permite receber seus documentos, no endereço indicado no site.

Vote na Web = Site de engajamento cívico apartidário que apresenta, de forma simples e resumida, os projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional. Qualquer pessoa pode votar contra ou a favor das propostas e dar a sua opinião e o site leva ao Congresso os resultados dessa participação popular.

Chega de Fiu Fiu = Segundo a idealizadora, este site é uma tentativa de mapear os lugares mais incômodos e até perigosos para mulheres no Brasil. Para quem sofreu assédio ou algum outro tipo de violência, a plataforma permite que se compartilhe o posicionamento e insira um depoimento. Também é possível dividir histórias que você testemunhou. Para contar sua história ou conhecer a campanha, segue o link Olga.

Colab.re = Rede social que faz a ponta entre o cidadão e o poder público. A plataforma propõe que a interação e a denúncia possam transformar cidades, fiscalizando problemas, propondo soluções, avaliando entidades públicas e debatendo com amigos e outros usuários com interesses em comum para melhorar a cidadania.

Skate.phaco = Este site ainda esta na versão beta, mas promete agitar a vida dos amantes do skate. Esta idéia inovadora é de uma dupla de amigos que apaixonados por skate e tecnologia e que sentiram a necessidade de mapear todos os locais bons, ruins, perigosos e indicados da cidade em que vivem para a prática de skate livre. Se você também é vidrado neste esporte, ajude a aumentar o número de colaboradores e indique seu local preferido e outros conhecidos para a prática do skate. Ajude a aumentar a visibilidade, melhorar as vias para este esporte e ajudar a outros praticantes a desenvolver todo o potencial deste esporte! Vale a pena investir no projeto… visionário e com certeza, muito útil para todos!

Com o tempo vou inserindo e atualizando os dados. Espero que ajude por aí, pois me ajudam bastante!

Lia

Backup e armazenamento de arquivos

By | Blog | No Comments

Na hora de fazer uma limpeza no meu computador querido, eis o que faço, apago uma pasta importante de arquivos (de um cliente)… e agora?

Creio que não tenha sido a única a fazer isso, mas como pessoa prevenida eu tinha um backup a mão! E em se tratando de backup e armazenamento de arquivos um de meus parceiros, a NHS INFO fez um post bem alinhado que espero que gostem: Dicas para fazer backup sem complicação.

Eu utilizo o Google Drive, o Dropbox, o Sugar Sync e um HD externo para guardar meus dados, pode parecer muito, mas além de utilizar  alguns destes dispositivos na nuvem, posso trocar arquivos com clientes de maneira rápida e fácil, armazenar sem complicações uma série de dados e imagens que entopem meu computador, e, no final das contas, se eu estiver sem acesso a internet, meu HD externo me ajuda… mas a periodicidade é por sua conta. Se esta realizando um trabalho cuja responsabilidade é toda sua, não custa nada garantir uma cópia aqui e ali, então, como o ditado diz, melhor prevenir do que remediar.

Salve, salve! Lia